Adere à greve nacional

Image: 
Vamos dizer basta! Vamos exigir os nossos direitos!

A falta de pessoal não docente, o recurso sistemático à contratação precária à hora, à semana, ao mês ou pelo período de funcionamento do ano lectivo, como se o serviço público de educação e ensino da rede pública fosse uma actividade sazonal, além de configurar uma ilegalidade tem um objectivo político claro de degradação da qualidade do mesmo e, subsequentemente, o da destruição da Escola Pública e a privatização do Ensino pelas mais variadas formas, entre as quais a municipalização que o governo PSD/CDS quer concretizar.

Isto não pode continuar. É preciso dizer BASTA!

Não podemos aceitar que esta política de premeditada degradação das condições de trabalho do pessoal não docente traduzida em baixos salários, aumento da carga horária, sobrecarga de trabalho e fraca qualidade de funcionamento das escolas da Rede Pública se perpetue. 

É preciso exigir do Governo, trabalho com direitos e uma Escola Pública com qualidade.

Temos de exigir do Governo/MEC que estes respeitem, em particular, a Constituição da República Portuguesa, tomando as medidas (algumas dela constantes no nosso Caderno Reivindicativo) que reponham a nossa dignidade profissional e, simultaneamente, a qualidade deste serviço público.