Empregos para o Clima

O STFPSN - Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Norte vê com apreensão as conclusões do último relatório do Painel Intergovernamental sobre as Alterações Climáticas das Nações Unidas, em particular, de que “o aquecimento global é um facto inequívoco e muitas das alterações observadas desde os anos 50 são inéditas ao longo de décadas e mesmo de milénios. A atmosfera e os oceanos aqueceram, as quantidades de neve e gelo diminuíram e o nível do mar subiu”.

Verificamos que o aquecimento global causa impactos desiguais e socialmente injustos, afetando sobretudo as populações mais vulneráveis, excluídas, e precárias, e salientamos a forte recomendação, expressa no mesmo relatório, de que os governos tomem medidas concertadas e imediatas para reduzir significativamente as emissões de gases de efeito de estufa, para evitar uma subida catastrófica na temperatura global até ao fim do século.

Assim sendo, e tendo em vista os claros indícios de que o aquecimento global afeta já padrões climáticos por todo o planeta, é com grande desilusão que observamos não se ter chegado ainda a um acordo internacional vinculativo para limitar as emissões, e continuarem a ser implementadas políticas energéticas envolvendo a queima de combustíveis fósseis em grande escala.

Acreditamos que é preciso exercer pressão sobre os governos, incluindo por parte das organizações sindicais, ambientais, cívicas e políticas para que esta situação seja retificada. Acreditamos ainda que medidas como as propostas no relatório “Empregos para o Clima em Portugal” não só reduzirão as emissões de gases de efeito de estufa, como funcionarão também como estímulo económico e social, redistribuindo riqueza e fomentando alternativas sustentáveis à austeridade.

Por estas razões, o STFPSN - Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Norte apoia a campanha “Empregos para o Clima”, e neste âmbito, delibera:

Incentivar os seus membros a juntarem-se às mobilizações da campanha “Empregos para o Clima” em Portugal, nomeadamente levando as faixas do STFPSN-Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Norte.

Dar assistência, dentro das suas possibilidades, a ações locais de mobilização de apoio para manifestações desta campanha, e incentivar outras organizações [sindicais/ambientais/cívicas/políticas] da mesma região a fazerem o mesmo.

Apoiar oficialmente a campanha, adicionando o logótipo do STFPSN - Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Norte ao website e publicações da campanha, bem como às convocatórias para ações de mobilização no âmbito da campanha, e colocando uma ligação para a campanha no website do STFPSN-Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Norte.

Enviar um representante a reuniões ou sessões de trabalho sobre a campanha.

 

Encomendar cópias da edição mais recente do relatório “Empregos para o Clima em Portugal” para distribuir pelos seus membros e/ou dirigentes.

 

Notificar a campanha dos “Empregos para o Clima” desta deliberação (através do endereço de e-mail contacto@empregos-clima.pt)